Gestão financeira: 5 dicas para otimizar as finanças da sua empresa

Ter uma gestão financeira em nossa vida pessoal é essencial para que possamos viver bem. Em uma empresa então, esse cuidado precisa ser dez vezes maior.

Muitas empresas, por não se preocuparem com uma gestão financeira eficaz e condizente com o mercado atual, acabam não conseguindo seguir em frente e fecham suas portas.

Sabemos que fechar uma empresa é muito mais difícil em termos burocráticos do que começá-la. Por vários motivos, você não quer que isso aconteça com você, certo?

Nesse post você vai entender porque é importante gerenciar de forma estratégica as finanças da sua empresa e como você pode colocar isso em prática com algumas atitudes simples que vão fazer grande diferença.

Por que a gestão financeira é tão importante?

A gestão financeira é o que vai garantir o crescimento da sua empresa de forma que você possa acompanhar de perto esse processo com a confiança de fazer bons investimentos.

Como no cenário brasileiro vemos tantas empresas fecharem nos primeiros quatro anos de atividade, e muitas outras funcionando apenas com base no instinto, empresas com gestão financeira sólida ganham grande destaque.

Com essa mentalidade, será possível saber quais investimentos escolher, qual o momento certo para colocá-los em prática, visualizar melhor as oportunidades de crescimento entre outros.

A implementação da gestão financeira fará possível na sua empresa:

  • Mapear gastos, encontrando quais são desnecessários e pequenos erros;
  • Capacidade de identificar investimentos com maior rentabilidade e potencial;
  • Ter conhecimento mais aprofundado sobre os gastos fixos e variáveis e, assim, ter maior domínio para o controle financeiro de maneira ampla;
  • Capacidade de fazer projeções e criar metas concretas.

É preciso estar disposto a encarar as mudanças organizacionais que a gestão financeira promoverá na sua empresa, mas tenha certeza de que os resultados serão incríveis.

Dominando a gestão financeira da sua empresa

A seguir, temos algumas dicas para o processo de implementação de uma gestão financeira estratégica dentro da sua empresa. Ao seguir as dicas a seguir, você poderá ver, a curto e médio prazo, os benefícios de uma boa administração.

1) Separando gastos pessoais dos da empresa

Essa é uma regra de conhecimento comum entre qualquer empresário, porém, colocá-la em prática é bem difícil.

É importante lembrar que os lucros da empresa não representam os lucros pessoais , mas que você também estará trabalhando para ela e, portanto, deve receber pagamento.

Para que isso dê certo, o empresário deve ser rígido com seu próprio salário. Fixe um valor que deverá pagar a si mesmo todos os meses, independentemente de os ganhos da empresa terem sido bons ou ruins em determinado mês.

Lucros devem ser calculados com periodicidade pré-estabelecida para não provocarem uma retirada de dinheiro de caixa precipitada.

É preciso ter muita disciplina e controle para não pagar nenhuma conta pessoal com dinheiro da empresa; deve-se tomar a consciência que aquele dinheiro não é seu.

2) Tenha um bom planejamento financeiro

O ideal é investir em práticas orçamentárias eficientes.

Isso significa não "esperar para ver". Pesquise, estude e organize táticas que promovam um boa projeção financeira anual da empresa, por exemplo.

Essa projeção pode ser formulada pensando nas receitas e despesas esperadas para determinado ano.

É claro que não é possível fazer uma previsão com apenas os resultados que você espera ver, mas sim com base no que sua empresa já conquistou em anos anteriores.

Ou seja, colocando no papel os gastos fixos, pesquisas de mercado, avaliações do setor, identificação de períodos com maior e menor fluxo entre outros.

Uma boa dica é também limitar os gastos com colaboradores a partir de uma meta, como por exemplo, a 30% do faturamento total da empresa.

Busque também identificar as conquistas da sua equipe , mensure os resultados gerados pelo capital investido e faça uma análise desses dados.

Não esqueça de incluir as metas que sua empresa pretende alcançar nesse período e as etapas de desenvolvimento desses objetivos. Estes tópicos deverão se renovar a cada mês, mas modelar uma meta a longo prazo vai proporcionar um incentivo maior para começar.

Lembre-se de ter o pé no chão sempre quando o assunto for planejamento. Não deixe que a vontade de fazer coisas grandes faça com que as projeções e metas sejam exageradas demais. É essencial conhecer a realidade do seu negócio.

Procure conhecer a fundo o mercado em que sua empresa está inserida. Avalie as possibilidades e estabeleça um planejamento sobre como colocá-las em prática.

Pense sobre as opções de investimento a curto prazo, faça uma análise dos gastos que terá nos próximos meses com itens como capacitação, marketing, entres outros.

3) Invista em tecnologia

A gestão financeira precisa ser tratada com muita atenção e, hoje existem formas de preservar a segurança dos dados envolvidos.

Quem fica muito preso às tradicionais planilhas do Excel e outros tipos de documentos e ferramentas offline está sujeito a perder todos esses dados de uma hora para a outra.

Portanto, evite armazenar todos os dados em um único local para se prevenir de surpresas desagradáveis.

Procure um sistema de gestão online, ou em nuvem, no qual possa armazenar esses dados gravados de maneira segura. Assim, eles poderão ser acessados de qualquer lugar e através de diferentes dispositivos, com a devida segurança para que somente pessoas autorizadas tenham acesso.

4) Acompanhe o fluxo de caixa

Checar o fluxo de caixa com regularidade é um hábito de gestão financeira que precisa ser conquistado em todas as empresas, pois é um fator importante que jamais pode ficar para segundo plano.

Planeje essa verificação para que ocorra diariamente ou, no mínimo, semanalmente. Isso permitirá conhecer com precisão a situação financeira da empresa e fazer as projeções que citamos anteriormente.

5) Faça análise de resultados

Assim como é importante definir metas a seguí-las durante o ano para manter a motivação da empresa, é proporcionalmente essencial verificar se esses objetivos foram alcançados.

Avalie criteriosamente o que deu certo e o que deu errado. Não tenha medo de apontar os erros, pois dificilmente uma empresa conseguirá atingir todas as metas traçadas logo de primeira.

Esse processo de adaptação à gestão financeira exige um desenvolvimento em fases, o importante é sempre identificar o erro e principalmente o porquê de ser um erro.

Assim, aos poucos a gestão financeira se tornará um hábito saudável para o sucesso do seu empreendimento.

Essas foram algumas dicas essenciais para quem busca compreender e aplicar uma gestão financeira estratégica em sua empresa. Deseja saber mais sobre o assunto? Fale conosco.

GAN4

Read more posts by this author.

Subscribe to GAN4 - Consultoria e Negócios

Get the latest posts delivered right to your inbox.

or subscribe via RSS with Feedly!